9

[Notícia] Livros de bolso fazem sucesso no mercado brasileiro

quarta-feira, 14 de março de 2012

Quem passa por postos de gasolina, farmácias, bancas de jornal e livrarias onde os títulos de bolso (pocket books) da editora gaúcha L&PM são vendidos talvez não desconfie que essa boa ideia nasceu num momento de crise. A empresa estava quase quebrada em fevereiro de 1997, quando a coleção, hoje eclética (literatura, culinária, quadrinhos etc), começou. Este mês, com Diários de Andy Warhol, ela chega ao milésimo volume nesse formato – e vendendo dois milhões de exemplares por ano. A concorrência já despertou para esse mercado. “Atualmente, o livro de bolso é a alma da L&PM. Quando soube dessa ideia, um consultor nos disse que seria a salvação da editora. Quatro anos depois, conseguimos pagar todas as dívidas e resgatar o prestígio da empresa. (...)", afirma Ivan Pinheiro Machado, um dos proprietários do grupo gaúcho.

Umberto Eco, autor de "O Nome da Rosa"

Entre os feitos da L&PM estão edições (com novas traduções) de escritores como Balzac, Shakespeare, Maupassant, Gogol e Dostoiévski, a coleção completa de Sherlock Holmes e versões bilíngues de obras gregas antigas, com os textos em português ao lado de originais em grego clássico. Não há corte de conteúdo por causa do tamanho reduzido dos livros. Boa parte deles custa menos de R$ 20 (cada), mas há caixas que esbarram nos R$ 100, como a de cinco títulos do escritor alemão Bukowski.
Além do preço, outro ponto que ajuda a tornar os títulos da Companhia das Letras mais atraentes é a preocupação com a arte das capas. Todas são reproduções de pinturas de Jeff Fisher com motivos diferentes, mas com a mesma identidade visual. A maioria dos títulos é vendida por cerca de R$ 20. Há obras de autores como Hannah Arendt, Caetano Veloso, Salman Rushdie, Milan Kundera e Oliver Sacks.

Na disputa por adeptos dos pocket books, o selo Best Bolso, da Editora Record, é um dos que mantêm maior quantidade de títulos. Agora, vai chegar ao número 300 com o clássico O nome da rosa, de Umberto Eco, que está no prelo. (...)
A Record está bem abaixo da L&PM e seus 1.029 títulos, mas com boa vantagem sobre a terceira colocada (em termos quantitativos), a Companhia das Letras, com 170. Como o Grupo Editorial Record conta com outros 14 selos, a política de apenas relançar livros da empresa encontra sentido nas centenas de opções que, dessa forma, estão à disposição.

 Adaptado de:
 http://www.divirtase.uai.com.br/html/sessao_7/2012/02/21/ficha_agitos/id_sessao=7&id_noticia=49741/ficha_agitos.shtml

9 Comentários:

Vanessa 15 de março de 2012 15:23  

Eu particularmente compro muito livros de bolso, são mais em conta.

Adorei o Blog e estou acompanhando desde já.

Tem sorteio la no meu Blog, os prêmios são um porta - retrato mural, um livro, caderneta de anotações e muitos marcadores, tudo para uma única pessoa.

Link: http://balaiodelivros.blogspot.com/2012/03/promocao-de-pascoa.html

Lu Tazinazzo 16 de março de 2012 07:15  

Eu também adoro os livros de bolso. Fáceis de carregar, mais baratos, conteúdo na íntegra. Õ livro no Brasil é muito caro, por isso a L&PM sempre salva minha vida!

Beijão

Lu Tazinazzo
http://aceitaumleite.blogspot.com

Just Livros 17 de março de 2012 19:34  

Livro de bolso é sempre uma boa opção pra quem gosta de ler e não quer gastar muito.


bjos,
http://www.just-livros.blogspot.com.br/

Angela Graziela 18 de março de 2012 05:17  

Eu amo livros de bolso, pois dinheiro não é uma coisa que ando tempo
E essa ideia é fantastica, eles ficam muito mais baratos
Eu tenho 4 livros de bolso da Editora Record
E estou doida para comprar mais *-*

Beijos
@pocketlibro
http://pocketlibro.blogspot.com

nooblandia 18 de março de 2012 16:29  

eu gosto muito dos livros de bolso, principalmente pelo preço mais baixo que os das versões normais.
fora que são fofinhos por serem pequenininhos e tal.
mas ultimamente os preços tem ficado um pouco salgados, mas como ainda são uma economia, continuo comprando.
=)

beijos
bibs

Carissinha 18 de março de 2012 19:08  

Adoro pockets, principalmente os da L&PM. São ótimos! Gosto da praticidade e dos títulos.

Beijos!

Arte Around The World

Rafa Filth Michalski 18 de março de 2012 23:23  

Livros de bolso são ótimos, além do preço menor são mais fáceis de se carregar para todo lugar, não que eu me preocupe com o peso dos normais, é até gostoso sentir o peso de um livro "gordinho". Uma boa pedida é a série de pockets do Stephen King, grandes títulos a preços bastante acessíveis como Maldição Do Cigano, Tripulação de Esqueletos, Desespero

http://pensamentossangrentos.blogspot.com.br

Entre Fatos & Livros 19 de março de 2012 14:14  

Além de ler, eu amo colecionar os livros. Por isso, eu não costumo comprar livros pockets. Eu até tenho alguns da Agatha Christie e os amo. Mas reconheço que é uma ótima oportunidade para os leitores. Livros bons, por preços acessíveis.

BjoO
Pri
Entre Fatos e Livros

Nana 19 de março de 2012 23:12  

Hum gostei do post.
Não tenho costume de comprar livros de bolso, tenho um da Becky Bloom assim haha porque eu queria muito, e estava barato óbvio.
Mas não vou negar que os pockets ajudam bastante na faculdade.. Letras/Literatura.. no caso os da Martin Claret;

BEIJOS
NANA - OBSESSION VALLEY

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós. Não deixe de comentar! :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

"Dar menos que o seu melhor é sacrificar o dom que você recebeu."

Steve Prefontaine

Posts Recentes

Divulgue

http://leitorasanonimas.blogspot.com/

Clique aqui para ver mais tamanhos...

Assinar Feed

Digite seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

  © LEITORAS ANÔNIMAS

- Todos os Direitos Reservados -