3

[Série] Correr ou Morrer - James Dashner

terça-feira, 15 de maio de 2012


É muito difícil escrever uma boa resenha de um livro que você gostou muito, porque por mais que ela pareça convincente aos olhos dos outros, nós acabamos ficando com aquela impressão de que não foi possível demonstrar fielmente o que a leitura realmente significou. E esse é o meu principal obstáculo em escrever essa resenha!


Geralmente os livros que eu gosto muito não aparecem na minha estante por acaso. Trata-se de um longo processo que começa na livraria, no momento em que a capa chama a minha atenção e a partir daí tudo vira uma "caça ao preço mais baixo". Essa etapa é a mais demorada, porque nunca se sabe quando é que uma livraria resolve ser legal com os clientes para dar um desconto significativo; porque cá pra nós, 3 ou 4 reais a menos no preço de um livro não significa nada (principalmente aqui no Brasil)!
Com esse livro eu não dei muita sorte, e acabei optando por comprá-lo usado mesmo. Paguei metade do preço original, e me orgulho de ter feito essa escolha, porque foi um dos exemplares mais conservados que eu já encontrei até hoje (e olha que eu quase sempre estou frequentando sebos em busca de oportunidades assim).


Não sei sinceramente o que mais me encantou em Correr ou Morrer. Há uma vivacidade intensa nas cenas que torna a leitura apreensiva para o leitor e ao mesmo tempo excitante. A ação está sempre presente durante a trama, o que torna o ritmo do livro bem empolgante, mas nunca cansativo.
Outro ponto super positivo sem dúvida foi a construção dos personagens. Da pra notar que todos eles são bem trabalhados e não há muitos clichês como já é comum de se encontrar em livros juvenis. Aliás, toda a história é inovadora e com uma proposta bem diferente (mas isso o leitor só vem a perceber no fim do primeiro livro).
Também gostei do fato de haver uma evolução notável em relação aos personagens. Nesse precesso são evidenciados muitos valores como o da amizade verdadeira, que é fielmente retratada em determinadas situações da trama.


Sempre fui fã do gênero ficção científica, mas raramente encontro obras inteiramente merecedoras de elogios e créditos. Em se tratando do autor James Dashner eu exaltaria incansávelmente toda a sua astúcia e originalidade em criar uma obra tão surpreendente.


Ao acordar dentro de um escuro elevador em movimento, a única coisa que Thomas consegue lembrar é de seu nome. Sua memória está completamente apagada. Mas ele não está sozinho. Quando a caixa metálica chega a seu destino e as portas se abrem, Thomas se vê rodeado por garotos que o acolhem e o apresentam à Clareira, um espaço aberto cercado por muros gigantescos. Assim como Thomas, nenhum deles sabe como foi parar ali, nem por quê. Sabem apenas que todas as manhãs as portas de pedra do Labirinto que os cerca se abrem, e, à noite, se fecham. E que a cada trinta dias um novo garoto é entregue pelo elevador. Porém, um fato altera de forma radical a rotina do lugar - chega uma garota, a primeira enviada à Clareira. E mais surpreendente ainda é a mensagem que ela traz consigo. Thomas será mais importante do que imagina, mas para isso terá de descobrir os sombrios segredos guardados em sua mente e correr, correr muito.

3 Comentários:

Thais Rory 15 de maio de 2012 18:31  

É a primeira vez que ouço falar desse livro e achei bem interessante mesmo não gostando de ficção científica. De repente, eu até compro pro meu sogro que é viciado nesse gênero.
Eu também sou como você, eu travo em escrever resenhas dos livros que gosto muito.
Bjo

Elimar Machado 16 de maio de 2012 06:19  

Menina, como você está sumida... Já estava sentindo falta das suas resenhas perspicazes e inteligentes... Vê se não some... rsrsrs
Eu queria muito ter comprado esse livro na Bienal passada, mas fiquei com o maior dó. O livro é caro pra caramba. TEnho que esperar uma promo para comprar... E agora piorou né, fiquei mai curiosa ainda... rs
BJS!

Elimar
Alquimia dos Romances

Lu Tazinazzo 16 de maio de 2012 09:05  

Adorei sua resenha, Ju! Também adoro buscar livros em sebos. Aliás, eu nunca tinha ouvido falar desse título, mas com sua resenha e essa sinopse, vou ter que ler!

Beijão

Lu Tazinazzo
http://aceitaumleite.blogspot.com.br

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós. Não deixe de comentar! :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

"Dar menos que o seu melhor é sacrificar o dom que você recebeu."

Steve Prefontaine

Posts Recentes

Divulgue

http://leitorasanonimas.blogspot.com/

Clique aqui para ver mais tamanhos...

Assinar Feed

Digite seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

  © LEITORAS ANÔNIMAS

- Todos os Direitos Reservados -