8

4 de Julho - James Patterson e Maxine Paetro

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Era pra eu ter feito essa resenha há mais tempo, mas como todo final de ano é aquela correria que ninguém aguenta peço desculpas por estar postando só hoje.


Quando entrei no site da Editora Arqueiro pra ver os lançamentos e me deparei com o livro ‘4 de Julho’ resolvi ler a sinopse...tendo visto várias resenhas positivas sobre o mesmo, decidi que queria lê-lo.  

Uma policial exemplar

A tenente Lindsay Boxer não podia vacilar: era matar ou morrer. Ela estava na mira de uma arma. Se não puxasse o gatilho da sua pistoa, a Polícia de São Francisco perderia um dos seus melhores oficiais. Lindsay não teve dúvida, afinal era legítima defesa. O resultado: uma adolescente morta, uma cidade dividida e a tenente no banco dos réus.

O julgamento que pode mudar uma vida

Antes de ser levada a júri, Lindsay resolve descansar na pitoresca Half Moon Bay. Mas não é exatamente descanso o que ela encontra. Uma série de crimes vem assustando a prquena cidade. Não há pistas nem testemunhas. Porém um detalhe intriga a tenente e pode ter ligação com um caso jamais resolvido.

As cartas já estão na mesa
Com a ajuda das amigas Claire e Cindy nas investigações, Lindsay corre contra o relógio para deter a onda de assassinatos. Enquanto isso, conta com o auxílio da advogada Yuki Castellano para provar que é inocente da acusação que pesa sobre seus ombros.

Esse é o quarto livro da série “Clube das Mulheres Contra o Crime” por James Patterson. E assim que li a primeira frase do livro pensei “vou amar esse livro”, assim aconteceu. Vocês podem se perguntar o porquê “4 de Julho”, pelo que percebi cada livro da série tem o número de seu volume em seu título. Mas há sim uma razão maior que faz essa data se ressaltar dentre todas as outras presentes no livro. Mas acho que se vocês quiserem descobrir vão ter que ler o livro. Haha’

Patterson chamou minha atenção porque ele intercalou os capítulos, enquanto um mostra o ponto de vista da tenente Boxer, personagem principal. O outro tem como foco narrar algum feito dos assassinos. Isso pode confundir a início, mas acho que é o ponto chave que o autor encontra pra explorar esse ambiente de suspense... Funcionou!

Tudo começa quando Lindsay Boxer, depois de uma noite com as amigas, resolve patrulhar com seu parceiro Jacobi. Uma perseguição começa, mas quando os policiais veem que são apenas duas crianças resolvem ajudá-los e guardar as armas. Grande erro. Vendo seu parceiro baleado, Lindsay não teve outra opção a não ser atirar. Uma garota morta, um garoto paraplégico e um grande julgamento.

Para descansar, Lindsay se vê obrigada a sair da cidade e vai passar um tempo na casa de sua irmã. Porém na pequena cidade está acontecendo uma série de assassinatos semelhantes ao seu primeiro caso, o qual ela não conseguiu solucionar. Tentada a descobrir o que está acontecendo, a tenente age sozinha e secretamente, já que se encontra afastada. E ela só sossega quando descobre quem é o responsável por todos os assassinatos.

É impossível não se envolver com a história, ainda mais quando há um julgamento no meio. Cada passagem do livro te deixa com o coração na boca. Com o livro sendo narrado em primeira pessoa, você pode “sentir” tudo aquilo que Lindsay sente e a cada segundo estamos torcendo para que tudo se resolva. Então você se pergunta: Quem será o assassino?

Bom, posso garantir que isso você só vai descobrir em 4 de Julho.

Abraços,

8 Comentários:

Juliana Poggi 21 de novembro de 2011 16:51  

AHhh amei esse livro! =P kkk
Patterson é ótimo mesmo, li Diario de Suzana para Nicolas também e amei. Não vejo a hora de ler todos! \o/

Bjs ^^

Entre Fatos & Livros 22 de novembro de 2011 07:20  

OI! Esse autor é ótimo! Li um livro dele, O dia da caça, e fiquei impressionada!

Ainda não li esse. Ele está na minha estante, mas a fila está tão grande q ainda vai demorar algumas semanas para chegar o momento de ler e me envolver com essa história.

HjoO
Pri
Entre Fatos e Livros

Lu 22 de novembro de 2011 18:33  

Esse é realmente um livro que eu quero e MUITOOOO ler. Ele parece ótimo em todos sentidos possiveis, e sua resenha me deixou com mais vontade ainda. A Arqueiro anda se superando nos lançamentos ein!! Beijoss

Angela Graziela 23 de novembro de 2011 14:09  

Não sei o que é
Mas mesmo todos falando bem desse livro, eu não sinto muita vontade de ler .-.
Beijos

Pedro_Almada 24 de novembro de 2011 08:56  

Eu quero, muito, ler esse livro. Ele me chama todos os dias, quando passo pela vitrine da Leitura. Ele me encara com aqueles olhos cheios de súplica. Mas aí eu digo "tô duro, parceiro"...

Patterson é o ninja da literatura policial!

grande abraço!

@Pedro_Almada
http://inspirados-oandarilhodotempo.blogspot.com/

Ana Carolina Nonato 24 de novembro de 2011 09:24  

Olá!

Aaaai, eu já estava louca pra ler este livro. Agora então... Vou ter um mega treco! *-*' #euquero
Adorei a resenha!! Muito bem explicativa, crítica e sucinta!

Caíque Fortunato 26 de novembro de 2011 11:25  

Eu quero muito esse livro, já li inúmeras resenhas dele e praticamente fico muito ansioso a cada nova resenha que leio. A sua ficou ótima, gostei muito.

Abraços
http://entrepaginasdelivros.blogspot.com/

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós. Não deixe de comentar! :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

"Dar menos que o seu melhor é sacrificar o dom que você recebeu."

Steve Prefontaine

Posts Recentes

Divulgue

http://leitorasanonimas.blogspot.com/

Clique aqui para ver mais tamanhos...

Assinar Feed

Digite seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

  © LEITORAS ANÔNIMAS

- Todos os Direitos Reservados -